Oficina CEER
 22-10-2012
"MICHELANGELO PISTOLETTO: LOVE DIFFERENCE"

De 21 de outubro a 1 de dezembro de 2012, a exposição "Michelangelo Pistoletto: Love Difference" está patente na Escola de Engenharia da Universidade do Minho, Instituto de Design de Guimarães, Associação Comercial e Industrial de Guimarães, Biblioteca Municipal Raul Brandão, ESAP Guimarães, Sociedade Martins Sarmento e Tribunal da Comarca de Guimarães. A partir do dia 8 de dezembro, estas peças reúnem-se na Fábrica ASA, onde permanecem até 16 de dezembro. O projeto é concebido, propositadamente por Pistoletto para o programa Guimarães 2012: Capital Europeia da Cultura, como lugar no qual sete grandes mesas estão prontas para acionar "laboratórios de cultura".

A intervenção articula-se em diferentes tipologias: a primeira consiste na exposição de todas as peças da série de mesas "Love Difference de Pistoletto": sete mares do mundo que, como o Mediterrâneo, estão cercados pela terra que banha a sua margem, ou grandes lagoas cercadas por terras, que deram origem a diferentes culturas, tradições, economias, políticas, antigas e modernas. A mesa, cada uma na forma de um mar aglutinando culturas diversas, torna-se mediador entre terras, línguas, visões políticas e religiões. Cada uma reflete as suas diferenças e autonomia com a diversidade de material que os preenche.

Cada um destes mares - Mediterrâneo, Vermelho, Negro, Báltico, das Caraíbas, do Sul da China, do Japão ou do Leste - que há milénios são símbolos de relacionamentos, propõe um lugar onde o público se pode sentar. Esta instalação está concebida como um espaço relacional de proximidade e liberdade que pode ser utilizado pelos visitantes e colaboradores locais para encontros e atividades, como laboratório cultural. "Love Difference" intervém nas relações com a comunidade local e no seu envolvimento. Desta forma, Pistoletto disponibiliza o contacto experimental com "Love Difference" tendo como objetivo criar um programa de encontros e atividade didáticas sobre o diálogo entre culturas. O espaço expositivo é disponibilizado como lugar-laboratório.

No final da exposição apresentam-se os resultados e conclusões do percurso da cocriação para potenciar projetos de transformação cultural. A intervenção prevista para o edifício da Fábrica ASA instala um espaço de diálogo com a comunidade local e os diversos interessados e gerações que a compõem. No espaço público, Pistoletto dá o seu contributo a este diálogo através de uma instalação temporária que apresenta a sua mais recente visão e pesquisa: o Terceiro Paraíso. O projeto teve a participação de alunos da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e surge da colaboração entre a Fondazione Pistoletto (FP), a Love Difference (LF) e o Centro de Criação para o Teatro e Artes de Rua (CCTAR).

Fonte: http://www.guimaraes2012.pt/index.php?cat=191&item=47312