Oficina CEER
 06-06-2018
I3S “FAZ CIÊNCIA AO MELHOR NÍVEL MUNDIAL”

Visita da Chanceler alemã Angela Merkel a Portugal ficou marcada pelos elogios ao «super» centro de investigação da Universidade do Porto.

O i3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto foi o local escolhido para um “Encontro com os Cidadãos” da Chanceler da Alemanha, Angela Merkel, durante a sua recente visita oficial a Portugal.

Um local escolhido estrategicamente porque o i3S “expressa muito bem o que de melhor a Europa nos dá”, como confessou o Primeiro-Ministro português, António Costa, que acompanhou a sua homóloga alemã num périplo pelos melhores exemplos de inovação e investigação científica de excelência produzidas no nosso país.

“Aqui [no i3S] podemos fazer Ciência ao melhor nível mundial”, reforçou António Costa na apresentação introdutória do “Encontro com os Cidadãos” em que participou com Angela Merkel no Auditório Mariano Gago daquele instituto de investigação.

Realizado no passado dia 30 de maio, o encontro deu a cerca 100 estudantes de doutoramento da Universidade do Porto a oportunidade de questionar os dois chefes de governo sobre o presente e futuro da Europa. Um debate que durou mais de uma hora e onde a Ciência, como seria de esperar pelo local e pela plateia, teve um papel central.

Os doutorandos tiveram a oportunidade de ouvir Angela Merkel e António Costa reafirmar o compromisso da Uão Europeia para com a Ciência, consubstanciado pelo reforço do financiamento à investigação previsto já para o próximo quadro comunitário. Ou de escutar a Chanceler alemã elogiar a aposta de Portugal na inovação como motor do desenvolvimento económico e a certeza do Primeiro-Ministro em como será possível continuar a aumentar a contratação de investigadores pelas empresas portuguesas.

Ainda antes de iniciarem este “Encontro com os Cidadãos”, os dois chefes de governo ficaram a conhecer alguns dos laboratórios do i3S, numa visita guiada pelo diretor do instituto de investigação, Mário Barbosa, e pelo Reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo.

Neste périplo pelo i3S, Angela Merkel e António Costa visitaram o Bioengineered 3D Microenvironments, que trabalha na interface entre a bioengenharia e a biomedicina; o Nanomedicines & Translational Drug Delivery, centrado no desenvolvimento de sistemas de entrega de fármacos, recorrendo em particular à nanotecnologia; e a Bioimaging, que visa promover o avanço, melhoramento, integração e utilização de soluções no domínio da bioimagem.

Recorde-se que o i3S é o resultado da união entre três centros de investigação da Universidade do Porto na área das Ciências da Saúde (o IBMC, o INEB e o IPATIMUP), reunindo atualmente mais de 900 investigadores de todo o mundo, distribuídos por 64 grupos de investigação, que se dedicam a três grandes linhas de estudo: Cancro; Interação e Resposta do Hospedeiro; Neurobiologia e Doenças Neurológicas.

O Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto foi um dos dois casos de sucesso de inovação em Portugal visitados pela Chanceler alemã no primeiro dos dois dias de visita oficial ao nosso país, inteiramente passados no Norte de Portugal. Antes do i3s, Angela Merkel visitou o centro tecnológico que a empresa alemã Bosch instalou na cidade de Braga.

Fonte: www.noticias.up.pt